quinta-feira, 15 de março de 2012

Eu amo ser gay!

Hoje me deu uma vontade incontrolável de escrever. Daquelas em que não podemos deixar passar! O tema: Eu amo ser gay! Eu sei de todas as dificuldades que enfrentamos diariamente, os perigos que corremos pelo simples fato de existir coloridamente, além de todos os direitos que nos são negados.

Apesar disso e de muitas outras situações: Eu amo ser gay! E mais: Eu me amo! E me redescubro a cada dia. Não é querer dar uma de Poliana, mas gosto de ver, também, o lado bom das coisas. Para mim, que sou assumido, é ótimo. Não devo satisfação para ninguém e, por ser gay, não tenho que ficar bancando uma pose (como a que eu deveria bancar se fosse hétero e me preocupasse com a opinião das pessoas).

Vamos a alguns exemplos: Desde o início do ano, estou fazendo escova marroquina no meu cabelo. Ou seja, em uma sexta-feira eu saio com o meu cabelo mais armado que matagal de terreno abandonado e na segunda chego no trabalho com os cabelos lisos. As pessoas olham, querem perguntar, mas não falam. Fiz a primeira vez em janeiro, e ninguém falou nada. Agora em março, fui retocar a escova. Dessa vez, a vergonha em perguntar foi menor que a curiosidade. Ficaram interessados no processo, por que eu faço e coisas do gênero. E só! Ninguém ficou questionando ou tirando sarro.

Ficou bom ou não? Não sei! Só sei que estou muito mais feliz que antes e hoje estou com um corte bacana no meu cabelo. E é isso que me interessa. Como eu sou gay e essa minhacaracterísticas é uma de outras tantas, as pessoas não esperam um comportamento meu e se eu saio desse comportamento sou questionado.

Uma "dica", não só para os gays: Respeito se conquista com pequenas ações, executadas todos os dias. Como falei, se gay é apenas uma das muitas características que eu possuo. Ser gay define minha identidade perante as pessoas, mas tenho outros valores, que ajudam a formar meu caráter e ser visto como uma "pessoa comum".

Tudo isso me fez lembrar de quando eu era apenas um pequeno gay em fase de crescimento. Quando eu era criança e fui descobrindo que eu não era "igual" aos outros meninos e que isso estava ligado à minha sexualidade decidi que eu iria estudar bastante e trabalhar muito para conquistar as coisas, pois entendia que todos os gays adotavam esse comportamento. Quando eu comecei a ir para as baladas vi que, assim como todo orestante da humanidade, os gays também apresentam variações, tendo bicha de tudo que é jeito.

Enfim, ainda bem que me mantive firme no meu propósito de estudar e trabalhar firme, pois hoje, antes do Will gay, tem o Will estudioso e o Will empenhado, disposto a fazer com que a sua vida e a vida de outras pessoas deem certo.

5 comentários:

  1. Muito bom! Sou gay também e foi bem duido para mim admitir isso. Ainda to dentro armário e ainda sofro pela não aceitação, mas não mais a minha, mas dos meus pais. Suas palavras são encorajadoras.

    ResponderExcluir
  2. adoro uma pika no meu cu adoro orgias adoro ser gozado

    ResponderExcluir
  3. Tb gosto de ser gay, adoro homens, nunca sou tão feliz como quando faço sexo com um homem. Infelizmente ainda não me assumi publicamente, mas é o que eu mais gostaria de fazer.

    ResponderExcluir